Segunda-feira, 31 de Março de 2008

CÓDIGO - Artigo 13.º [Posição de marcha]

1 - O trânsito de veículos deve fazer-se pelo LADO DIREITO da faixa de rodagem e o mais próximo possível das bermas ou passeios, conservando destes uma distância que permita evitar acidentes.

2 - Quando necessário, pode ser utilizado o lado esquerdo da faixa de rodagem para ultrapassar ou mudar de direcção.

3 - Quem infringir o disposto no n.º 1 é sancionado com coima de € 60 a € 300, salvo o disposto no número seguinte.

4 - Quem circular em sentido oposto ao estabelecido é sancionado com coima de € 250 a € 1250.

Este texto acima descrito foi retirado do código da estrada, e coloquei-o aqui pois já estou farto de ver condutores a circular na faixa da esquerda, e quando pretendemos ultrapassar parece que ainda temos de lhe pedir por favor, fazendo sinal de luzes e depois apitando para suas excelências se encostarem. Não há condições. Eu até sou um condutor que cumpro os limites de velocidade, mas fico aborrecido quando vou numa estrada com 2 faixas no sentido em que me desloco, e verifico que há condutores que andam mais devagar que eu e não circulam na faixa da direita quando a mesma não está a ser utilizada.

Para aqueles que lerem isto e se reverem cuidado pois podem ser devidamente autuados pelos agentes de autoridade.


Terça-feira, 25 de Março de 2008

CALÕES NACIONAIS Lol…

GARINA

Namorada, rapariga

level: coloquial

sinónimos: guria; garota

Local: Sul

GANAPADA

conjunto de miúdos

sinónimos: canalha; putos

Local: Norte

GRANADAS

diz-se de alguém muito convencido, arrogante e que se gaba mesmo do que não faz

level: coloquial

sinónimos: gabarolas; ser* um*GN, convencido*GN; armante

Exemplo:

frase: tás-te a armar em granada?

equiv: pensas que és melhor do que os outros?

Local: Norte


Quarta-feira, 19 de Março de 2008

DIA DO PAI

Querido PAI,

hoje é o teu dia, e estou muito feliz por tal. Hoje és recordado no meu coração com mais intensidade, amor, carinho e admiração.

Quero expressar aqui públicamente o meu Amor que tenho por ti e agradecer tudo o que por mim tens feito.

Um Enorme Abraço Para Ti PAI.


Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Algumas fotos da Manifestação Nacional

Em relação à manifestação nacional de ontem, onde foi entregue um manifesto reivindicativo na residência do Sr. Primeiro Ministro, aqui vão algumas fotos, por mim tiradas.

Prometo mais tarde colocar um pequeno sketch fotográfico.


Quarta-feira, 12 de Março de 2008

MANIFESTAÇÃO NACIONAL

É possivel derrotar a ofensiva do governo!
No dia 12, em Lisboa, os trabalhadores da Administração Local dizem não à política terrorista de José Sócrates contra os direitos laborais, as carreiras profissionais, a liberdade sindical e os serviços públicos!
Porque é preciso derrotar a ofensiva de um Governo cada vez mais contra os trabalhadores, cada vez mais ao serviço dos poderosos e dos interesses dos grandes grupos económicos, os trabalhadores da Administração Local juntam a sua voz à de milhares de trabalhadores que levarão a cabo uma semana de luta de 7 a 14 de Março, com greves e manifestações dos diversos sectores da Administração Pública.

Contamos contigo! Juntos somos mais fortes!
Um Governo ao serviço do Capital
Após o chumbo do Tribunal Constitucional, o diploma de vínculos carreiras e remunerações foi de novo aprovado pela maioria do Partido Socialista na Assembleia da República e promulgado pelo Presidente da República, embora com reservas de que transcreve o fundamental:
“O referido diploma suscita dúvidas em dois planos…”
“Assim, por um lado, o diploma em apreço continua a consagrar soluções que, por pouco claras e transparentes, podem criar dificuldades de percepção por parte dos respectivos destinatários, potenciando situações de conflitualidade no seio da Administração Pública.”
“Por outro lado, subsistem dúvidas quanto à remissão para simples portaria da regulação de matérias de carácter inovatório e ainda quanto à preferência concedida a pessoas colectivas na celebração de contratos de prestação de serviços, o que pode implicar uma excessiva e injustificada dependência da Administração Pública relativamente a grandes empresas privadas.”

Ofensiva violenta
O governo insiste nas intenções de aplicar de facto à Administração Pública os princípios da flexigurança, destruir por completo o sistema de carreiras dos trabalhadores e o vínculo público, generalizar o contrato individual de trabalho e a precariedade laboral, introduzir os despedimentos sem justa causa, a arbitrariedade e o compadrio.
A imposição de uma actualização salarial de 2,1%, quando a inflação de 2007 foi de 2,5% e para 2008 diversas instituições, desde o Banco de Portugal à União Europeia, apontam valores claramente superiores, demonstra a total falta de honestidade do Governo, que novamente penaliza o seu poder de compra, já reduzido no últimos sete anos em mais de 10%.
Razões acrescidas na luta
No que particularmente concerne ao universo da Administração Local, os trabalhadores são confrontados:
Com tentativas de aprovação de quadros de pessoal de vínculo privado à margem de qualquer processo negocial
Com a aplicação irracional do SIADAP, sem critérios objectivos, em regra sem ter em conta a razão de ser dos serviços e muitas vezes ultrapassando todos os prazos legais;
Com o congelamento oportunista e ilegal das promoções, falta de regularizações de pessoal contratado, utilização de POC’s e abusos de vários tipos;
Com o desrespeito pelos direitos e pelas condições de segurança, higiene e saúde no trabalho;
Com o anúncio de transferência de novas responsabilidades para o Poder Local, o cerceamento da capacidade de decisão destes e a centralização do poder, face ao silêncio incompreensível da sua associação (ANMP) e a conivência subserviente de autarcas eleitos pelo PS, constituindo um inadmissível ataque ao Poder Local.
Com tentativas diversas para, unilateral e ilegalmente, serem impostos de forma prepotente pretensos «regulamentos» que sonegam o direito de negociação, criam arbitrariedade, desregulamentam de facto as relações laborais e atingem direitos imprescindíveis;
Com o crescimento do processo de empresarialização e privatização de serviços diversos, nos quais importa, para além do combate em defesa dos serviços públicos, garantir os direitos dos trabalhadores, com vínculo público e privado, nomeadamente através da exigência do direito à Contratação Colectiva e da eliminação de discriminações laborais;
Afirmar o protesto, intensificar a luta
A recente substituição de governantes não passou de um exercício de mera propaganda e cosmética governamental para esconder aquilo que se exige mas o Governo PS de José Sócrates não faz: Uma mudança efectiva de política, que respeite os trabalhadores e as populações, que garanta direitos laborais e sociais, que promova uma Administração Pública de qualidade ao serviço de todos.


Terça-feira, 4 de Março de 2008

Querem saber o que são QUOTAS?

Por achar batsante interessante e ilucidativo roubei este post a uma amiga e vou colocá-lo aqui também no meu blog, devido ao interesse e às dúvidas que são tiradas.

 

É o que o ME[Ministério da Educação] está a pedir...

UMA EXCELENTE FORMA PARA LUTAR CONTRA O ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE!
Estabeleceremos quotas em cada turma: Em 20 alunos, só daremos 10% de nota máxima, tal como a ministra faz connosco. Portanto, se houver mais do que 2 alunos que mereçam 5, paciência! Ficam com 5 os dois melhores. Mas se um deles faltou mais de 3 dias por doença, terá que ter paciência. Fica com 4 e sobe o seguinte a aluno-titular. Os outros quotam-se, proporcionalmente, por aí abaixo. 10% de nível 5 e 20% de nível 4. O resto vai corrido a 3. Se uma turma for muito boa e tiver 10 alunos que merecessem 4 e 5, outra vez paciência. «Nem todos podem chegar a generais», não é? Dois ficam com 5, quatro com 4 e os restantes terão 3.
Mesmo que, também esses merecessem 5.

Faltaram?
Quem os mandou adoecer a eles ou aos pais?
Quem mandou o carro avariar e chegar tarde uma vez?
Quem mandou o irmão mais novo apanhar sarampo?
É quotas, é quotas! Não são os Pais que aprenderam com a ministra que «nem todos podem chegar a general»?
Pois então? ... Os seus filhos também não!
de: Aura Camacho

Sinto-me: Triste, com o ensino...

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Ser ou não Ser, Eis a Questão

O que era já não é e o que foi já não volta a ser, porque às vezes para ver melhor é preciso estar mais longe e para compreender melhor é preciso estar mais perto.
Recentemente a única notícia que me deixou mais contente, no que à classe profissional de professor diz respeito, foi a de saber que são a classe profissional em quem os portugueses mais confiam para cargos de chefia.
Quem me conhece pode interrogar-se e dizer assim: “Porque é que este tipo está a falar assim de coisas que não lhe dizem respeito, pois não é professor?”. Então tenho de responder: “Não sou professor, mas sou formador com 7 anos de experiência em formações de várias áreas.” Além disso sou pai de uma criança maravilhosa que tem 4 anos e não quero que ele seja afectado por este ridículo sistema de ensino que se está a implementar, onde um aluno pode faltar as vezes que quiser e os professores têm de andar com eles nas palminhas e dar-lhe toda a papinha para terem positivas pois isso contribui para a nota do professor. Uma coisa eu gostava, era ver o mentor desta teoria educativa à frente de uma turma de 20 alunos, onde 8 dos quais são insubordinados, como é que agia e quais os métodos e técnicas pedagógicas que usava para os motivar na aprendizagem dos conteúdos! Este método de ensino vai fazer com que se acabem as dificuldades lectivas dos alunos, o que os vai tornar ainda mais “incapazes” para de aqui amanhã serem inseridos no mercado de trabalho, pois aí quando começarem a surgir as primeiras dificuldades eles vão ter bastantes dificuldades pois a vida de estudante foi pautada por um sem fim de facilitismos. Interessa sem dúvida combater a analfabetização mas assim os alunos cada vez saiem mais mal preparados do ensino. Como cidadão sinto-me indignado pois os estudantes de hoje de aqui a uns 20 anos podem vir a ser governantes ou exercer altos cargos políticos na sociedade e quanto a mim isto será ainda pior do que está.
Sou uma pessoa optimista e este é apenas um desabafo da minha parte.
Qual é a vossa opinião? Comentem…

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

O que é nacional é bom... [neste caso]

Uma música de produção nacional para um dia cinzento.

Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Fim de Semana Triste :(

Caros amigos, no passado sábado dia 15 de Dezembro, o meu pequenote fez 4 aninhos, mas passei o dia com tristeza, pois além de não poder ir com o Pai à festa de Natal do meu trabalho, ele passou o dia "fechado" dentro de casa da mãe, pois esteve doente, com febres a rondar os 39º. As únicas coisas que me deram alegria foi o facto dos meus pais me terem vindo visitar, o meu amor ter vindo passar o fim de semana comigo, e os momentos "breves" de felicidade espelhada no rosto do meu filho, quando recebeu as prendinhas de aniversário dos meus familiares.

Desculpem o incómodo, mas eu necessitava de desabafar, e encontrei aqui uma escapatória.


Publicado por Viktor às 13:57
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

FELIZ NATAL...

Natal - Orkut Recados
SÃO OS VOTOS QUE DEIXO A TODOS OS AMIGOS, LEITORES E VISITANTES.

Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Este ano não vai haver presépio!...

Lamentamos mas:

- Os Reis Magos lançaram uma OPA sobre a manjedoura e esta foi retirada do estábulo até decisão governamental ;

 

- Os camelos estão no governo;

 

- Os cordeirinhos estão tão magros e tão feios que não podem ser exibidos;

 

- A vaca está louca e não se segura nas patas;

 

- O burro está na Escola Básica a dar aulas de substituição;

 

- Nossa Senhora e São José foram chamados à Escola Básica para avaliar o burro;

 

- A estrelinha de Belém perdeu o brilho porque o Menino Jesus não tem tempo para olhar para ela;

- O Menino Jesus está no Politeama em actividades de enriquecimento curricular e o tribunal de Coimbra ordenou a sua entrega imediata ao pai biológico;

- A ASAE fechou  temporariamente o estábulo pela falta da manjedoura e, sobretudo, até serem corrigidas as péssimas  condições higiénicas do estábulo, de acordo com as normas da UE.

Sinto-me: Bem...

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Um olhar...

Caros amigos,
Estamos a passar tempo difíceis, para toda a população deste País à beira mar plantado. Época de rigor, de aperto do cinto e de boas novas nas palavras dos nossos governantes, mas a realidade é que as mesmas palavras não têm verdade quando fazemos a simples pergunta: Então como vai a tua vida? Fábricas a fechar, o desemprego a aumentar, o pessimismo geral instalado na maioria das pessoas, a evolução galopante de casos de depressão, o aumento da marginalidade, dos crimes e dos impostos, provoca saudades aos mais velhos dos tempos de governo do Salazar. Refiro-me à forma de governar o País apenas.
Salazar, esse homem que nasceu pobre e morreu pobre, não se aproveitou do que era de todos nós, tinha-mos uma das maiores reservas de ouro do mundo, apesar da pouca liberdade de expressão que havia na época.
A entrada do euro foi o início de uma queda em que continua o nosso País, pois com 100 escudos ia ao café e tomava um café e um oitavo de água de castelo, o que hoje em euros me custa 2 vezes mais. Um simples café passou de 50$ para 0,50€(100$). Ao contrário "aumentaram" os nossos vencimentos que se nota que cada vez que vamos fazer as compras à mercearia, que cada vez nos permite trazer menos coisas.
Afinal onde estão os 125 mil postos de trabalho prometidos pelo governo? Onde está a evolução económica do País tanto anunciada por governantes? Porque é que muitas pessoas que se encontram no desemprego não se tentam fazer à vida e trabalhar, deixando de estar a sobreviver à custa de quem trabalha e paga todos os seus impostos? Será que se todos dessem um pouco mais isto não melhorava? Talvez as suas vidas, pois o País vai de mal a pior e muito sinceramente não prevejo melhoras sem que haja uma revolução interna, uma revolução moral, que obrigue os "vira casacas" a abandonarem os seus locais de influência.
Desculpem, mas de momento é o que me vai na alma.
Despeço-me desejando-vos uma boa noite.
Sinto-me: Cansado com o trabalho...

Terça-feira, 9 de Outubro de 2007

Religião: Vaticano lança edição inédita sobre processo condenatório da Ordem dos Templários

Lisboa, 08 Out (Lusa) - O Vaticano vai lançar uma edição inédita sobre os Templários, que reúne actas completas do arquivo secreto sobre o processo condenatório dos cavaleiros da ordem religiosa e militar medieval que ajudou os portugueses na luta contra os mouros.

A obra, "Processo contra os Templários", será apresentada a 25 de Outubro e está limitada a 799 exemplares, divulgou hoje a agência noticiosa católica Ecclesia.

O livro, que faz parte da série "Exemplaria Praetiosa", a publicação mais valiosa do Arquivo Secreto do Vaticano, reproduz fidedignamente os originais em pergaminho das actas completas do antigo processo de condenação dos Cavaleiros do Templo, acusados de heresia e blasfémia.

Fundada em Jerusalém em 1118, por nove cavaleiros franceses, a Ordem dos Templários visava a defesa dos interesses e a protecção dos peregrinos cristãos na Terra Santa durante as Cruzadas, tendo beneficiado posteriormente de várias doações de terras na Europa, que lhe permitiram estabelecer uma rede de influências no Velho Continente.

Na sequência do processo condenatório, a Ordem foi extinta, em 1312, pelo Papa Clemente V.

Em Portugal, os Templários ajudaram, nos séculos XII e XIII, nas batalhas contra os muçulmanos, nomeadamente na conquista de Santarém pelo rei D. Afonso Henriques, tendo recebido como recompensa extensas propriedades e poder político.

Quando foi extinta em vários países da Europa, o rei D. Dinis conseguiu transferir as suas propriedades, incluindo castelos, e os privilégios dos Templários para a Ordem de Cristo, criada em 1319.

A cruz da Ordem de Cristo, usada como símbolo nas caravelas e naus durante os Descobrimentos portugueses, ainda hoje adorna a bandeira do Governo Regional da Madeira.

ER.

Lusa/Fim


Domingo, 30 de Setembro de 2007

CIDADES COM HISTÓRIA

Albufeira é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Faro, região e subregião do Algarve, com cerca de 19 500 habitantes. O topónimo Albufeira provém da denominação árabe "al-Buhera" que significa "castelo do mar".
Albufeira é sede de um município com 140,91 km² de área e 35.281 habitantes (2004), subdividido em 5 freguesias. O município é limitado a noroeste pelo município de Silves, a nordeste por Loulé, e a sul tem uma costa ampla para o Oceano Atlântico.


As freguesias de Albufeira são as seguintes:

A partir de meados do século XIX verificou-se um desenvolvimento da economia graças à actividade piscatória.

Nas primeiras décadas do século XX registou-se um aumento acentuado da exportação de peixe e de frutos secos. A vila tinha, então, cinco fábricas que empregavam 700 a 800 pessoas, sobretudo mulheres de pescadores. Porém, da década de 1930 à década de 1950, registaram-se tempos de decadência, as armações de pesca arruinaram-se, as fábricas fecharam, as embarcações desapareceram e muitas casas foram abandonadas. A população ficou reduzida à metade e a pesca tornou-se novamente numa actividade de subsistência.

No início da década de 1960, assistiu-se ao despertar de Albufeira para o fenómeno turístico, quando foi procurada por turistas nacionais, mas foi sobretudo com os ingleses que prosperou.

Na década de 1980, verificou-se um enorme surto urbanístico, tendo a cidade crescido para nascente, local para onde se transferiu a maior parte dos serviços administrativos, incluindo a Câmara Municipal.

Albufeirenses famosos são:

Festas anuais:

Praias


Publicado por Viktor às 23:13
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

Iª MARATONA DE DANÇA LUEL

No dia 30 de Setembro , a LUEL – Arte em Movimento – Associação Cultural Desportiva e Social de Albufeira em colaboração com a Câmara Municipal de Albufeira, apresentam a Iª Maratona de Dança LUEL , que terá lugar no Largo Eng.º Duarte Pacheco, em Albufeira.

Para o efeito, a LUEL – Arte em Movimento, terá das 10h00 às 22h00, quatro professores/monitores que estarão no local para ensinar, todos aqueles que se aventurarem a aumentar ou aperfeiçoar os seus dotes de dança.

Durante as doze horas, desta Iª Maratona de Dança, os professores da LUEL, farão, de hora a hora, a apresentação de novos estilo de dança, dos quais farão parte o Cha-Cha-Cha, o Samba, a Rumba, o Jive, o Paso Doble, o Tango, o Quick Step, a Dança Aeróbica, a Dança Popular, a Kizomba/Kuduro, a Salsa/Mambo, a Bachata/Merengue .

Esta Iª Maratona de Dança LUEL, inserida nas comemorações do Dia Mundial do Coração, tem por objectivo promover a actividade física, em particular a dança, a todos aqueles que queiram participar, dos mais pequenos aos mais crescidos, de forma a combater o sedentarismo, tão nefasto para a saúde.

Todos os participantes receberão brindes no final de cada hora pelo seu desempenho. No entanto quanto mais participações tiverem nas diversas aulas / estilos de dança mais oportunidades têm de receber o prémio final de resistência ( Prémio "Dança LUEL").



Publicado por Viktor às 00:47
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Os meus pormenores...


. Ver Perfil

. Adicionar como amigo

. 61 seguidores

.Pesquisar neste blog

 

.tags

. todas as tags

.Posts recentes

. Reflexão: Depressão, uma ...

. Uma história...

. O que é uma criança Índig...

. Meditação do Portal 9-9-9

. A Essência do Reiki

. Curso de Iniciação ou Nív...

. O AUTOR DESTA PIADA DEVIA...

. Dezembro em Beja…

. A Greve aos combustíveis

. Reflexão...

. FRASE DO DIA

. JANTAR CONVÍVIO DE PINHEL...

. Avó Lucília

. PARABÉNS a mim...

. VIVER ou SOBREVIVER

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.subscrever feeds