Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

Avó Lucília

Avó, sei que já não estás entre nós fisicamente há 8 anos, mas hoje, não sei porquê, entendi fazer-te aqui um pequeno tributo à tua pessoa. Por vezes sinto a falta da tua presença e das tuas palavras sempre meigas e carregadas de um amor incondicional. Quando te ia visitar primavas em ter sempre a casinha arranjadinha, uma comidinha boa e uns docinhos maravilhosos, sim porque eras uma cozinheira de mão cheia. Ainda me recordo de imagens de uma visita de estudo que fiz na escola primária em que foste comigo. Recordo-me bem dos bons e maravilhosos momentos que passámos juntos…tanto na tua casa como na casa dos meus pais. Por vezes gostavas de fazer o papel de mãe mas eu não me importava, pois o amor que nos unia superava tudo. Ficavas aflita quando te levantava no ar na brincadeira contigo, mas sabes que era apenas isso. Lembro-me bem do dia em que quase toda a gente fugiu da tua casa, pois apareceu por lá um roedor cinzento, que após alguns minutos atrás dele, lá o consegui imobilizar com a vassoura. Lembro-me como se fosse hoje do dia em que nasceram as Gémeas, pois eu nesse dia estava deitado na cama do primeiro andar junto à janela, sim aquela cama de ferro encostada à parede entre o quarto e a cozinha. Ó velhos tempos em que o Natal era uma grande festa de família, que saudades tenho dessas maravilhosas festas, mas agora sem ti e com algumas mudanças familiares que se passaram já não é a mesma coisa, nem sequer semelhante. Depois ficas-te com os movimentos presos mas nunca te abandonaram. Recebes-te todo o carinho, ternura, afecto e amor que merecias enquanto estive entre nós. Ainda me recordo quando chegava a casa e te levava farturas que tu tanto gostavas e eu ficava feliz por te ver assim. Quando o meu filho nasceu lembrei-me de ti e do quanto tu ias gostar de o poder ver, mas eu sei que estás comigo pois por vezes sinto a tua presença. Podia dizer imensas coisas mais que me estão guardadas na memória mas já não consigo dizer mais pois a emoção e as lágrimas tomaram conta de mim. Esteja onde estiver, quero que saiba que me deixou uma profunda marca no coração.


Publicado por Viktor às 09:26
link do post | Adicionar aos favoritos
De pingodemel a 8 de Abril de 2008 às 12:56
...há acontecimentos que nos rasgam por dentro...admiro a tua "coragem" de conseguires escrever sobre eles...é uma forma de voltares a recuperar tempos que estão gravados na memoria...
um abraço e parabéns pelo post


De Viktor a 8 de Abril de 2008 às 13:32
Pingodemel, obrigado pelo teu comentário.
Apenas quiz tornar aqui público o sentimento que tenho sobre a minha querida avó que já partiu para o outro lado. Sei que a vida dela não terminou, pois o espírito dela anda algures por aí. Por vezes sinto que está ao meu lado, e isso faz-me recordar o ombro amigo e aquele gesto de amor que tinha para comigo.
Obrigado e volta sempre amiga.
Vitor


De pingodemel a 8 de Abril de 2008 às 13:50
voltarei concerteza...e para já deixo aqui os meus desejos de uma boa semana


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.Os meus pormenores...


. Ver Perfil

. Adicionar como amigo

. 62 seguidores

.Pesquisar neste blog

 
W Las Vegas
Cingular Wireless

.tags

. todas as tags

.Posts recentes

. Reflexão: Depressão, uma ...

. O Reiki na minha Vida

. Benfica: Video emocionant...

. O LIVRO...

. REIsocialKI-TV

. 11 de Setembro - Toda a V...

. Pirâmides...

. ...em MAIO...

. Curso de Iniciação ao Rei...

. Toca a Rufar... para vari...

. Uma história...

. O que é uma criança Índig...

. Meditação do Portal 9-9-9

. Actividades de Setembro

. Festival Rock One - Algar...

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30


.subscrever feeds